Category Archives: Ilse Losa

Ilse Losa na revista Blimunda nº 10

nº 10 da Revista Digital Blimunda dedica a sua  secção Infantil e Juvenil  (p. 23 a 43) a Ilse Losa, no âmbito do centenário do seu nascimento. Podem ler-se os seguintes artigos:

  • “Ilse Losa , uma voz inovadora” – José António Gomes;
  • “Era uma vez …dois cães  num país açaimado”- Ana Cristina Vasconcelos;
  • “Ilse Losa”  – Álvaro Magalhães;
  • “A Ilse” – Manuela Bacelar ;
  • Reprodução fac-símile do texto de Ilse Losa  “A Linguagem na Literatura Infantil”, publicado em 1948 na revista Vértice.
«(…) Um número feliz da Blimunda» aqui 

(via O Jardim Assombrado)

“Em todas as janelas…”

IlseLosa-inJungle World Nr. 12, 21. März 2013

fonte: Jungle World Nr. 12, 21. März 2013
http://jungle-world.com/artikel/2013/12/47383.html

21-03-2013:
« “An allen Fenstern Lumenfetzen”

Eine Erinnerung an die deutsch-jüdische Autorin Ilse Losa, die 1933 nach Portugal ins Exil ging und in Deutschland heute vergessen ist.».

Interessante  artigo de opinião, de teor recriminativo, assinalando a comemoração do centenário de Ilse Losa em Portugal e lamentando a pouca atenção dada à escritora na Alemanha :
«(…) Em Portugal,  este ano é comemorado graças a um carinho especial nutrido por Ilse Losa, muitas bibliotecas têm exposições da sua obra  e os seus livros tornaram-se leitura obrigatória nas escolas portuguesas.   Quem os quiser ler , no seu país de origem, apenas pode comprar poucas  traduções e em segunda mão.  O seu trabalho despertou pouco interesse, e sete anos depois de sua morte, ela é quase esquecida na Alemanha. O que é lamentável, porque os seus contos e romances são caracterizados por uma beleza melancólica e suas reflexões sobre a importância da memória e do passado constituem  também um documento único sobre a vida dos refugiados judeus alemães em Portugal. ()» (excerto adaptado em pt via googletradutor)

Obrigada, Ilse Losa

O Rouxinol

orouxinol

O rouxinol / escreveu Hans Christian Andersen ; trad. Ilse Losa ; il. Manuela Bacelar. – Porto : Asa, [198-?] (1982). – 32 p. : il. ; 21 x 21 cm. – (Histórias de todos os tempos)

A estranha história duma tília

1981_Ilselosa_aestranhahistoriaduA estranha história duma tília / Ilse Losa ; il. de Carlos Moreira. – Lisboa : Livros Horizonte, cop. 1981. – 26 p. : il. ; 23 cm.. – (Pássaro livre ; 28).

Ver registo bibliográfico, capa e autógrafo da escritora aqui.

Este conto foi publicado em  Encontro no Outono (1964)* e em Caminhos sem destino (1991) sob o título de “A tília”

(* Ver pesquisa no googlebook)

Recensão Gulbenkian por Luís Forjaz Trigueiros (1982)  aqui

estranhahistoriadeumatilia-carlosmoreira

A flor azul

A flor azul e outras histórias / Ilse Losa ; il. de Jorge Pinheiro.  3a ed.  Porto : Liv. Figueirinhas, 1969.
Contem: A flor azul; A ponte; Dois inimigos que ficaram amigos; As aventuras de “Camisola”; O Sr. Roberto; As vozes dos animais; A Tulipa e a violeta.

Em baixo colagem com as 7 ilustrações de Jorge Pinheiro para os 7 contos deste livro.

jorgepinheiro-aflorazul-1969

Ver outras edições.

Faísca conta a sua história

1949_ilseLosa_faisca_augustogomes_capaFaísca conta a sua história / Ilse Losa ; des. Augusto Gomes. Porto : Marânus, 1949.

1ª edição do primeiro livro para crianças de Ilse Losa, ilustrada por Augusto Gomes.
Posteriormente este conto conheceu várias edições nomeadamente integrado em pequenas antologias. Ver aqui.

Hoje em dia nenhuma destas edições se encontra disponível para aquisição. Esta merecia sem dúvida uma edição facsimilada. 
anfaiscacontasuahistoria

—————
Sugestões:

Artigo de Ana Cristina Vasconcelos Macedo “Era uma vez …dois cães  num país açaimado” na revista digital Blimunda, nº 10 Março 2013, p. 30 a 35)

Recensões críticas de Patrícia Joyce e António Quadros no Rol de livros-Gulbenkian – que são analisadas no artigo supra citado.